Gestão no Trabalho Remoto

O que um líder precisa saber sobre Gestão no Trabalho Remoto?

Não importa quantos anos de experiência em gestão você tenha, se você nunca geriu um time remoto antes, deve estar sentindo o mesmo frio na barriga que um gestor novato. O lado positivo disso tudo, é que todo desafio traz muitos aprendizados e com a gestão no trabalho remoto não teria como ser diferente! 

O que é diferente na gestão do trabalho remoto?

A parte do fato de que o time não está mais todo reunido na mesma sala, a gestão remota demanda de seus líderes alguns cuidados a mais que vão desde trabalhar a própria confiança, até a organização da comunicação do time. Veja como se comunicar melhor com  sua equipe para preservar tanto a sua saúde enquanto gestor, quanto a boa relação de trabalho com seus liderados. 

Confiança e Autonomia

Gestores obcecados por controle, além de terem dificuldade em delegar tarefas, correm o risco de desgastar a relação com suas equipes. Afinal, ninguém gosta de ser cobrado o tempo todo indevidamente. Por isso, o processo de gestão do trabalho remoto começa pelo desenvolvimento do próprio líder. 

Confiar na capacidade de autonomia e trabalho de seus liderados é o ponto mais importante desse modelo de trabalho. Gestores de diferentes empresas têm se surpreendido positivamente com o engajamento de suas equipes “mesmo trabalhando de forma remota”. Aqui na Vibbra! esse fato apenas reforça a nossa crença numa liderança que preza pela autonomia de profissionais e colaboradores. 

Defina projetos, estabeleça metas e entregue a seus liderados a responsabilidade de execução (com confiança de que todos executarão sua atividade com excelência). Se ao longo do projeto houverem falhas, converse primeiro para saber o que está acontecendo. E lembre-se sempre de reconhecer o trabalho bem desenvolvido de sua equipe. 

Autonomia e Comunicação

Agora você deve estar se perguntando se apenas garantir autonomia dos colaboradores é suficiente para uma boa gestão do trabalho remoto. E a resposta é: não. Afinal, autonomia sem alinhamento de expectativas e transparência (realmente) vira bagunça. 

Por isso, o nosso próximo ponto de atenção para uma boa gestão remota é: comunicação. Já compartilhamos aqui algumas dicas de como organizamos a nossa rotina para que o trabalho flua de forma harmoniosa. Se você parar para observar, os principais ritos de trabalho da Vibbra! envolvem ações de comunicação precisas e eficazes. 

  • Planejamento mensal;
  • Encontros semanais de planejamento;
  • Reuniões diárias de até 15 minutos para alinhamento e organização das atividades do dia. 

Mas para que isso tudo funcione, os colaboradores precisam saber que seu/sua líder é acessível. Por isso, procure deixar bastante claro para seus colaboradores que seus canais de comunicação estão abertos. Melhor do que deixar uma pessoa sozinha tentando resolver um problema por dias, quando ela poderia ter resolvido de forma conjunta muito mais rapidamente. 

Lembre-se, também de estimular a comunicação entre o próprio time como um todo!

Comunicação e Organização

Assim como autonomia sem uma boa comunicação não funciona, uma comunicação sem organização também vira bagunça. Por isso, preze por reuniões com pautas definidas e tempo cronometrado (sempre que possível).

Reuniões online, mais do que nunca, são centrais na gestão do trabalho remoto. O problema é que essas tendem a ser muito mais cansativas e desgastantes. Como não podemos estar junto das outras pessoas para perceber suas reações, nosso cérebro trabalha ainda mais para tentar compensar essa falta. Por esse motivo, fazer chamadas em vídeo pode ser melhor do que apenas utilizar o áudio. Assim o nosso cérebro consegue avaliar um pouco melhor a reação das demais pessoas. 

Por conta desse tipo de desgaste, tente limitar suas reuniões entre uma hora e uma hora e meia, no máximo. Se não for possível, faça pausas de 10 a 15 minutos a cada hora para que as pessoas possam mexer o corpo e retomar a concentração. 

E gestor, não esqueça de você! Evite marcar uma reunião atrás da outra sem deixar pequenos espaços de intervalo!

Acompanhe seus liderados

Finalmente, dedique-se às reuniões one-on-one. Este é o momento para saber como a pessoa está se sentindo, para alinhar expectativas, identificar e compreender possíveis problemas. 

Todo líder é também um mentor que precisa estar aberto a ouvir os anseios das pessoas com quem trabalha. Conforme podemos observar por meio da nossa experiência de trabalho na Vibbra!, líderes com uma habilidade de escuta sensível tendem a prosperar melhor do que os demais atualmente. 

O momento pede escuta e confiança pela maior parte das pessoas. Não teria porque ser diferente com o seu time, não é mesmo?

Tech Sob Demanda

Ideal para projetos pontuais e rápidos

Tech Dedicado

Ideal para demandas de médio e longo prazo

Vibbra Squad

Ideal para desenvolver novos projetos

Vibbra Enterprise

Ideal para um alto volume de horas mensais fixas

Receba nossas News!

Cadastre-se na nossa newsletter para acompanhar as novidades da Vibbra e do mercado.

Amplie seu conhecimento

Olá! Me chamo Rodrigo e estou disponível para te ajudar!