Selecionar freelancers: COMO escolher o certo

Selecionar freelancers é um tema amplamente debatido por mim juntamente com meu sócio Leandro Oliveira. Por isso, esse post foi co-escrito com ele ????

Bom, imagino que se você está lendo esse post, já deve ter visto os outros 2 primeiros que fizemos dessa saga de como contratar freelancers. Certo?

Humm, não? Ai ai ai hein, mas ok, tudo bem ????. Aqui estão os links pra você dar uma olhada então ????.

Saga COMO CONTRATAR FREELANCERS:

  1. O que você PRECISA saber ANTES.
  2. ONDE encontrar os freelancers certos.
  3. COMO selecionar e contratar: esse post aqui mesmo ????

Agora, considerando que você já fez o seu dever de casa com:

  • a definição do escopo de trabalho do freelancer;
  • a definição do perfil de freelancer que seu projeto precisa;
  • e já encontrou vários profissionais que se encaixam no perfil;

é hora de focar na lista de candidatos para selecionar o certo e já partir para contratação.

Vamos nessa? Então é nóis!

Um pouco do que aprendi sobre selecionar freelancers

Fui a responsável por criar o processo de seleção que usamos hoje na Vibbra! Chique né?

Selecionar freelancers: processo Vibbra!
Selecionar freelancers: processo Vibbra!

Foi um processo resultado de 2 anos de muitas entrevistas, testes e pesquisas com centenas de profissionais de TI, principalmente desenvolvedores e CTOs. Deu bastante trabalho, mas me orgulho muito do resultado.

Hoje, são mais de 1500 profissionais de TI que se submeteram ao nosso processo e apenas 7% deles foram aprovados. E desses aprovados, a taxa de falha nos projetos que se envolveram é de apenas 5%. Ou seja, em 95% dos contratos executados na Vibbra! tivemos experiências positivas e ótimos resultados entregues! Os 5% de falhas, usamos pra entender onde ainda podemos melhorar o nosso processo e assim seguir refinando a nossa rede.

Mas calma, você não precisa fazer todo o trabalho que eu fiz, nem definir um processo de seleção tãããoo exigente como o nosso. Como sou boazinha, vou te dar o caminho das pedras para que consiga selecionar freelancers bons e diminuir o risco de escolhas ruins.

Só que para selecionar freelancers que de fato são bons, você precisa ir um pouco além do que todo mundo faz. Vou ilustrar com um mini processo de seleção de 2 etapas, que você mesmo pode aplicar sem grandes dificuldades!

Selecionar freelancers: 1 – Entrevista

Embora tudo em tecnologia pareça maquinal e baseado em linhas de código, lembre que quem programa é uma pessoa como você. Tem uma trajetória. Fica doente. Tem família. Você precisa conhecer essa pessoa pra entender se o relacionamento irá fluir. E como todo relacionamento, pessoal ou profissional, tudo começa com uma boa conversa.

Agende as conversas

Pegue então a lista de freelancers que você montou e agende uma conversa com cada um ao longo de 1 semana, no máximo. Esse papo pode ser feito online, com ferramentas como Skype, Hangouts ou Appear.in. E já nesse momento você consegue avaliar um primeiro ponto: disponibilidade de agenda.

Aqueles freelancers que estão sobrecarregados terão muita dificuldade de agendar algo, ou precisarão de um horário bem alternativo. Dependendo da urgência do seu projeto, pode ser um sinal negativo. Por outro lado, um bom freelancer é de fato disputado e dificilmente estará ocioso. Use isso como um ponto de avaliação secundário, para aquele desempate se precisar.

Monte um roteiro

E antes de começar as entrevistas, é bom montar um roteiro com os principais pontos que você quer saber mais do freelancer. Seguem alguns tópicos importantes.

  • Experiências anteriores: sei que você já leu no LinkedIn ou no currículo os trabalhos, empresas e experiências, mas mesmo assim, pergunte. Cite que já acessou essas informações, mas que mesmo assim gostaria de saber a versão do(a) entrevistado(a). Peça para explicar um pouco de como foi e o que fez até agora. Depois, para gerar uma relação de troca, explique a sua empresa e a sua demanda.
  • Qualidade: pergunte como ele trabalha a qualidade do código que produz. Questione sobre como era essa questão nas empresas que ele trabalhou e como cuida disso em seus freelas. Questões como padrões de projeto, comentários em códigos, documentações, cobertura de testes automatizados, são todos pontos importantes de considerar. Lembre-se que são grandes as chances de outro profissional ter de mexer no código do freelancer depois. E sem qualidade, vai ficar muito mais difícil.
  • Método de trabalho: nesse ponto você quer entender como é a forma de trabalho do profissional. Como ele organiza seu tempo, seu processo e como se autogerencia. Veja se ele utiliza uma ou mais ferramentas onde você como cliente também terá acesso. Freelancers experientes já aprenderam que sem processo, organização e ferramentas, o caos se instaura e fica muito difícil de entregar resultado de qualidade.

Com o seu roteiro de entrevista montado e agendas fechadas, é hora dos bate-papos!

Foque em conversas de 30min a 1h. Ao final de cada entrevista, faça anotações para poder consultar depois.

Selecionar freelancers: 2 – Teste

Essa etapa pode ser um pouco mais complexa mas faz todo a diferença na hora de selecionar freelancers. Porém, é aplicável mais em casos de projetos grandes, de médio a longo prazo, onde o risco de escolher o freelancer errado pode gerar grandes desperdícios de tempo e dinheiro. Para jobs pontuais, essa etapa pode ser ignorada sem grandes consequências.

Na Vibbra! realizamos testes técnicos bem mais completos e específicos para cada perfil de freelancer e para cada tecnologia. Mas vou indicar uma outra abordagem que é mais simples e já ajudará você a comprovar os conhecimentos do profissional na prática.

Para esse teste, veja na lista de freelancers que você entrevistou, quais deles você mais sentiu segurança e profissionalismo. Classifique e ordene. Aqueles que de fato não têm o perfil que você busca, é melhor já descartar para acelerar o processo de seleção.

Teste contratando!

Para os freelancers que restaram na sua lista, pegue o primeiro e contrate para uma atividade pontual, de poucas horas. Isso mesmo, contrate!

Não há forma melhor de conhecer um profissional do que trabalhando com ele.

Leandro Oliveira

Por isso, esse é o melhor teste que você pode fazer. Porém, ao invés de já sair fechando o escopo completo, separe 1 atividade bem específica e contrate poucas horas do freelancer pra isso. Ah, e estabeleça um prazo de entrega de 4 a 7 dias, nunca mais do que isso.

Com esse teste prático, você conseguirá entender como o profissional trabalha, como se dá a sua relação com ele, como é a qualidade de entrega, respeito a prazos, dentre outras habilidades.

Se tudo fluir bem, você gostar do trabalho com ele e a entrega tiver qualidade, você pode já encerrar a seleção e seguir com esse freelancer. Porém, se não foi uma boa experiência, elimine esse candidato e parta pro teste com o segundo da lista. Repita esse processo até achar um que atenda às suas expectativas.

Esse tipo de teste envolve um investimento pontual da sua parte, mas ao mesmo tempo, você já estará tendo atividades do seu escopo sendo feitas. Sendo assim, é um investimento que vale a pena e que te ajuda a correr riscos muito menores na hora de contratar freelancers.

Selecionar freelancers: partindo para contratação!

Antes de mais nada, parabéns!!

Sim!! Nesse ponto significa que você encontrou, selecionou e testou freelancers, conseguindo encontrar aquele que é adequado ao seu projeto.

Estou muito orgulhosa de você!! ????????????

Agora, você pode partir para contratação do freelancer para o seu projeto completo e nesse momento, tenho mais algumas dicas finais para te passar!

Contrato

Apesar do trabalho PJ já ser regulamentado após a Reforma das leis trabalhistas, é importante fazer um contrato de prestação de serviços com o freelancer. Se você não fizer, estará correndo alguns riscos e caso o pior aconteça, você não terá nenhum respaldo legal para correr atrás dos seus direitos. Neste contrato, especifique o tipo de contratação, valores que serão pagos, escopo de trabalho a ser entregue, prazos e forma de pagamento.

Pagamento

Sobre o pagamento, o ideal é que seja sempre em parcelas mediante entregas de trabalhos. Dessa forma você corre menos riscos em caso de problemas com a continuidade do projeto, além de motivar o freelancer a entregar algo de qualidade para poder receber. E claro, exija sempre a nota fiscal. Pode ser uma nota para cada pagamento ou uma nota única do valor total antes do pagamento da parcela final.

Observação bônus: sobre o horas x escopo

Nós aqui na Vibbra! recomendamos fortemente que as demandas sejam contratadas em horas ao invés de escopos de projetos.

Fazemos isso pois, em desenvolvimento de software, mesmo com um escopo bem definido, na maioria das vezes existem alterações no decorrer do trabalho. Novas funcionalidades surgem, imprevistos pessoais ocorrem, dificuldades técnicas se revelam, todas questões que não estavam previstas ou acordadas inicialmente.

Esses imprevistos geram “inchaço” nas atividades, atrasos e desenvolvimentos extras, exigindo dedicação além do que foi combinado. Como resultado, ocorrem atritos e discussões entre o cliente e o freelancer, que muitas vezes tornam a relação insustentável e levam ao cancelamento do projeto. Ou seja, desperdício de tempo e dinheiro para todos.

Se você quer contratar freelancers e ter uma chance maior de sucesso com o seu projeto de software, contratar no modelo de horas é o melhor caminho. Se quiser entender um pouco melhor essa questão, confere esse outro post que fizemos há algum tempo sobre o assunto.


Eita! Quem diria que contratar bons freelancers de software confiáveis daria tanto trabalho né? Pois é, sabemos muito bem disso e estamos nessa brincadeira há algum tempo já.

Mesmo dando trabalho, amamos o que fazemos aqui na Vibbra!! Temos conseguido ajudar pessoas e empresas nesse processo e os resultados que temos acompanhado, nos enchem de orgulho e de certeza de que estamos fazendo algo de valor por esse mercado!

Se você gostou dessa saga de COMO CONTRATAR FREELANCERS, nos deixe saber disso!

Mande seus comentários nos posts, compartilhe, questione, faça perguntas que não respondemos, enfim, queremos muito ouvir de você se entregamos algum valor com esse nosso material!

E aguarde que em breve traremos muitos outros! ????????

Tech Sob Demanda

Ideal para projetos pontuais e rápidos

Tech Dedicado

Ideal para demandas de médio e longo prazo

Vibbra Squad

Ideal para desenvolver novos projetos

Vibbra Enterprise

Ideal para um alto volume de horas mensais fixas

Receba nossas News!

Cadastre-se na nossa newsletter para acompanhar as novidades da Vibbra e do mercado.

Amplie seu conhecimento

Olá! Me chamo Rodrigo e estou disponível para te ajudar!