User Experience: porque sua empresa está vendendo menos?

User Experience é um termo em inglês que significa Experiência do Usuário

A forma pela qual os usuários, interagem com um produto ou serviço.

Quando aplicada de forma estratégica, ela marca positivamente a percepção da pessoa que interage com a sua marca e que, inclusive, pode ser um potencial cliente ou um cliente já convertido.

Os 3 pilares do User Experience: utilidade, facilidade e prazer 

A interação que acontece entre o usuário e a marca se dá através de seus pontos de contato e é a experiência dentro desses espaços que deve ser desenhada. 

São eles que vão possibilitar que cada ponto de contato do serviço ou do produto tenha as suas interações previstas e planejadas com o objetivo de aumentar a satisfação do cliente na sua busca e por via de consequência, a sua fidelidade.  Os três pilares: 

  • Utilidade: que mede o quão útil é um serviço ou produto para o cliente;
  • Facilidade: que mede o quão fácil e rápido é a utilização do serviço ou produto;
  • Prazer: que mede o quão satisfatório é, em termos de diversão, interessa ou recompensa, usar aquele serviço;

Estes pilares devem sempre serem avaliados tendo como contraponto, um serviço alternativo ou seja: o quanto é útil é minha solução se comparado a um serviço alternativo?

Dessa forma, as interações serão detalhadas a ponto de alcançarem o patamar de micro – microinterações – o que vai construir um caminho natural de encantamento do usuário pela experiência que você está possibilitando para ele. 

Como o User Experience é feito?

Para começar vamos te trazer exemplos práticos de que sua empresa não segue boas práticas de User Experience:

  • Site não é responsivo para acesso mobile;
  • Informações demoram para carregar; 
  • Processo de compra é confuso; 
  • Redes sociais não são visualmente planejadas; 

Para isso, é preciso entender o usuário e a experiência como dois lados de uma mesma moeda: que precisam um do outro mas que devem ser diagnosticados em separado. 

Elementos como:

  • Carregamento rápido: para facilitar buscas de informações e respostas urgentes 
  • Conteúdo escaneado: o que permite uma leitura dinâmica e uma navegação conforme uma hierarquia de informações 
  • Atração visual: que suaviza a organização das estruturas de imagem na interface gráfica prendendo ainda mais a atenção do leitor.
  • Responsividade: possibilidade de adequação visual da interface as dimensões de dispositivos móveis 
  • Conteúdo relevante e assertivo: informações apresentadas sem rodeios e de forma direta. 

Um exemplo clássico de uma boa estratégia de UX é a Netflix. 

Prova disso é que muito provavelmente você já passou horas navegando entre os títulos sem escolher um de fato para apreciar. 

Isso acontece boa parte por causa da experiência que você tem com a navegação que eles propõem. 

Informação e interação

Outros dois elementos importantíssimos, aliás, são: arquitetura de informações e projetos de interação. 

Aquele primeiro fica responsável por identificar, classificar e ordenar as informações e o modo como elas vão ser apresentadas ao usuário. 

Isso é importante pois esta disposição visual interfere de forma contundente no caminho que o usuário percorre para a realização de determinadas tarefas, como uma inscrição ou um cadastro. 

Já o projeto de interação elenca quais são os pontos de contato entre empresa e usuário e dessa forma, antecipa e planeja cada uma dessas informações para que o encantamento possa ser construído como uma percepção positiva de valor. 

Só que não é tão simples quanto você pensa, aliás. 

Antes de se adentrar nestes elementos, que são pontas finais de um modal, existe uma estratégia a ser planejada por trás. Tanto, que existem profissionais dedicados a esta área: os Designers de UX. 

Este profissional fica responsável por fazer o desenho da experiência e isso significa dizer que ele precisa pensar não apenas em toda a experiência do uso do serviço ou produto mas como também em todos os seus pontos de contato. 

Onde encontrar Designers de User Experience

Na Vibbra, temos profissionais de alto nível e certificados para o desenvolvimento de seu projeto de tecnologia já com estratégias eficientes de UX. 

Ou seja, isso vai fazer com que seus clientes e potenciais clientes, vejam sua empresa como um lugar que vai além da mera venda, mas que prioriza a experiência que o usuário vai ter em todos os seus pontos de contato. 

Essa preocupação desperta encantamento na audiência pois ela percebe que você tem mais que um objetivo de lucro, tem o propósito de tornar a sua marca, um negócio que contribui para um mercado que cada vez mais pensa na experiência.

Depois de aplicar estratégias de UX, você vai perceber que a venda é um desdobramento natural das boas percepções que seus clientes adquirem da sua empresa, a partir dos momentos em que você se comunica com eles. 

Cadastre-se na nossa Newsletter e fique por dentro dos profissionais disponíveis na nossa plataforma.

Tech Sob Demanda

Ideal para projetos pontuais e rápidos

Tech Dedicado

Ideal para demandas de médio e longo prazo

Vibbra Squad

Ideal para desenvolver novos projetos

Vibbra Enterprise

Ideal para um alto volume de horas mensais fixas

Receba nossas News!

Cadastre-se na nossa newsletter para acompanhar as novidades da Vibbra e do mercado.

Amplie seu conhecimento

Olá! Me chamo Rodrigo e estou disponível para te ajudar!